Entradas e acompanhamentos, Pratos principais, Receitas
comentários 7

Ceviche de caju

Prato muito tradicional no Peru, o ceviche vem se espalhando pelo mundo graças à boa aceitação e versatilidade que tem. Hoje é possível encontrar em várias capitais e cidades grandes “cevicherias”, casas especializadas em ceviches.

A receita tradicional consiste em cubos de peixe cru marinado em sumo de limão ou em outra solução ácida e cítrica. Depois são adicionados outros ingredientes para dar mais sabor, sendo geralmente a cebola roxa, a pimenta e o coentro.

Engana-se quem pensa que esse prato exige grandes habilidades na cozinha. O preparo é extremamente fácil, basta alguns ingredientes frescos e poucos minutos para ficar pronto. Como a receita é crudívora, ou seja, crua, basta misturar todos os ingredientes e esperar marinar alguns minutos na geladeira. Simples assim!

É possível fazer inúmeras variações de ceviche a partir da base de suco cítrico, incluindo até opções vegetarianas. Fiz uma bem leve e suculenta de caju, inspirada na receita da chef Helena Rizzo do renomado restaurante Maní daqui de São Paulo.

Achei incrível a ideia de usar caju no lugar do peixe. Como não tenho dinheiro pra comer no restaurante fiz em casa né hahaha. É claro que houve adaptações, essa versão não é super elaborada e refinada como do Maní. Mas fica MUITO BOM! Particularmente eu amei! Senão nem estaria compartilhando por aqui né hehehe.

Pode parecer estranho a ideia de caju marinado com cebola, pimenta e salsinha ou coentro, mas os sabores e texturas super combinam. Depois de marinado o caju perde o sabor adstringente que muitos não gostam. Vale a pena experimentar!

Você pode servir o ceviche como prato principal, sozinho ou acompanhado de milho, batata ou pão, por exemplo. Ou servir como entrada ou acompanhamento em um almoço ou jantar.

Você vai precisar de…
Caju maduro – 2 médios (300 g)
Cebola roxa – 1/4 unidade (20 g)
Sumo de limão – 2 colheres de sopa (30 ml)
Coentro ou salsinha – a gosto (usei 2 colheres de sopa de salsinha picada)
Pimenta-dedo-de-moça, sem sementes e picada – 1/8 colher de chá
Sal – 1/4 colher de chá
Pimenta do reino moída – a gosto

Como fazer…
1- Descasque a cebola e corte em meias-luas finas.
2- Transfira para um recipiente e cubra com água. Acrescente alguns cubos de gelo e reserve por cerca de 10 minutos. Colocar a cebola crua de molho na água gelada diminui sua acidez e gosto forte. Essa etapa é importante para receitas que levam cebolas cruas. Assim seu sabor não irá prevalecer.
3- Lave os cajus e corte em cubinhos, não precisa descascar.
4- Transfira para um recipiente e tempere com sal, pimenta do reino, pimenta dedo de moça, sumo de limão e coentro ou salsinha.
5- Escorra e descarte a água da cebola. Lave as fatias em água corrente.
6- Coloque todos os ingredientes em um recipiente e misture, cubra e leve à geladeira para marinar por cerca de 15 minutos.
7- Retire da geladeira e sirva ainda gelado.

Dica: não utilize cajus muito moles, caso contrário será difícil cortar em cubinhos. Além de soltarem muito líquido durante a marinada. Procure usar cajus mais consistentes.

  1. Luan says

    André, conheci seu site hoje e ja estou apaixonado, as suas receitas parecem ser deliciosas (inclusive ja fiz o ceviche e ficou sensacional), Obrigado por ter esse blog sensacional

  2. Fernanda Filgueiras says

    Adaptei a receita e fiz com banana-da-terra!
    Fica maravilhosó tbm!

    • André says

      Uau, deve ter ficado bom também. Não tinha pensado em fazer com banana-da-terra, boa ideia. Vou tentar na próxima vez 😉 Abraços!

  3. Oi… na imagem parece que a salada tb contem algum tipo de fruta com pele vermelha… Mas nao encontro nada na lista de ingredientes… nem tampouco o milho doce q se ve na outra foto. Qual a frtta por favor?

    • André says

      Oi Gigi! Sim, a fruta vermelha com pele vermelha é o caju, fruta típica do nordeste do Brasil. De onde se extrai também a castanha de caju. O caju está na lista de ingredientes, primeiro da lista 😉 Já o milho não está porque não faz parte da receita, ele é uma sugestão de acompanhamento. Abraços!

    • André says

      Oi Lana! Infelizmente não tem canal no YouTube. Mas quem sabe algum dia tenha 😉 Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *