Entradas e acompanhamentos, Receitas
comentários 20

“Parmesão” de castanha

Esse “queijo parmesão” é uma daquelas coisas que você precisa ter sempre na cozinha. É uma versão muito mais saudável e gostosa do parmesão tradicional, que para falar a verdade, eu não gosto nem um pouco, nem do sabor e muito menos do cheiro. Agora essa versão sem laticínios é deliciosa!

Ingredientes parmesão

É muito fácil e rápido de fazer, leva só quatro ingredientes: castanha do pará, levedura de cerveja (também chamado de levedo de cerveja), pimenta do reino moída e sal. Para fazer, basta ralar as castanhas e misturar com os demais ingredientes. Você pode guardar na geladeira em um recipiente fechado por semanas, dura bastante tempo.

Para quem não sabe onde encontrara a levedura de cerveja para comprar, é possível achá-la em lojas de produtos naturais, sendo vendida a granel ou em pacotinhos fechado, é bem barata. Eu paguei R$ 1,50 por 130 gramas, sendo que utilizei só uma colher de sopa.

Ralando as castanhas

Você pode usar esse “parmesão” como o tradicional, para polvilhar massas, pizza, saladas e sanduíches. Deixa tudo mais gostoso! Eu já vi esse “parmesão” em muitos blogs gringos, só que a maioria deles utilizam amêndoas no lugar da castanha, o que você pode fazer também. Mas eu acho que a castanha do pará ralada fica com textura mais parecida do parmesão tradicional.

Parmesão de castanha

Você vai precisar de…
1/2 xícara de castanha do pará
1 colher de sopa de levedo de cerveja (também chamado de levedura)
1 colher de chá de sal
1/2 colher de chá de pimenta do reino em pó

Como fazer…
1- Rale as castanhas no ralador fino e misture com os demais ingredientes.
2- Experimente e ajuste os temperos a gosto, se necessário.
3- Mantenha na geladeira em um recipiente fechado, dura aproximadamente um mês.

  1. Patrick Jean Divorne says

    Olá André,
    Parabéns pelo teu blog com receitas mais saudáveis.
    Por ser saudável, pensei em fazer este contato porque desenvolvi um tempero natural com extrato de leveduras e sal marinho com o nome de Cenovit.
    É muito conhecido em outros países como na Inglaterra (o Marmite), na Austrália (Vegemite) e na Suíça (o Cenovis).
    Além de proporcionar um sabor especial as leveduras realçam naturalmente os sabores.
    Desejando mais informações favor entrar em contato comigo pelo tel: (11) 5051-2698 ou pelo WHATSAPP +5511985499457 ou pelo email: grupoluwasa@gmail.com
    Abraços,
    Patrick.

  2. Raquel Carvalho says

    Olá, bom dia. Já leio seu blog há um tempo, mas nunca tinha comentado. Parabéns pelas receitas, explicações, fotos.. tudo didático e simples, muito legal vir aqui aprender receitas e ter ideias novas sobre diversos alimentos. A castanha de caju, por exemplo, agora entra bastante na minha cozinha graças a você! 😉
    Tenho intolerância à lactose, então pratos veganos me ajudam muito.
    Mas vim também com uma dúvida: estou com castanhas do Pará em casa, e gostaria de fazer algo simples com elas​, e apesar de ter achado interessante o parmesão, não me apeteceu muito no momento fazê-lo. Patê, creme, será que essa castanha fica boa assim?

    Obrigada!

    • André says

      Oi Raquel! Obrigado, fico feliz em saber que acompanha o blog faz tempo 😀 Bom saber que acha o blog bem didático. Que legal que estou te ajudando a ter novas ideias sobre alguns ingredientes. Nunca tentei fazer patê ou creme com castanha do pará, mas umas leitora tentou fazer o creme de castanha do pará e disse que ficou bom. Só não fica cremoso como a de caju, mas dá para fazer. Me avisa como ficou se fizer 😉 Abraços!

      • Raquel Carvalho says

        Olá André! Obrigada pelo retorno 🙂
        Sim, fui lá e bati as castanhas do Pará, não fica legal não kkk..
        Elas não têm consistência cremosa, então realmente, pra creme ou coisas do tipo, realmente não dá, creio que tenham mais a ver com farofinhas e afins, como a receita acima.
        Vou fazer em breve o cream cheese ou o requeijão de castanha de caju q vc postou, aí sim.. rs
        Abraços!

        • André says

          Oi Raquel! Que pena que não fica cremosa. Obrigado pela informação 😉 Castanha do pará em farofas é tudo de bom, agora em cremes o melhor é castanha de caju mesmo. Espero que goste das receitas de “queijos” veganos. Abraços!

  3. Kate says

    Olá André! Simplesmente tenho ficado fissurada por reproduzir as receitas do site, e tudo fica MUITO gostoso! Mas me ajude, estou alérgica a fungos, alguma sugestão pra substituir a levedura? Obrigada!! :*

    • André says

      Oi Kate! Uau, fico feliz em saber que esteja gostando das receitas do blog 😀 Vish, pior que não sei de nenhum substituto. De nada! Abraços!

  4. Paula Ramos says

    Olaa, gostaria de deixar registrado o quanto achei incrivel seu blog.
    Comunicação visual incrivel, fotos muito bem tiradas, escrita perfeita e as receitas são realmente um caso a parte. Parabéns e muito obrigada.

    • André says

      Oi Paula! Fico muito feliz em saber que tenha gostado do blog 😀 Obrigado querida! Abraços!

  5. Kassandra says

    Querido!!!!!!! Que blog de Deus é esse!!!!! Amando <3 Obrigada pelas receitas! <3 <3

    • André says

      Oi Kassandra! Fico feliz em saber que tenha gostado do blog 😀 Espero que goste das receitas. Abraços!

  6. Mary Lima says

    Legal!!!Amei. Li todas as receitas e as salvei. Fiz a ricota com o bagaço do leite de coco. Ficou otima! A cozinha vegana tem muitas opções. Desde que sou tenho me deliciado dos mais variados tipos de “pratos”. Estou feliz!!

    • André says

      Oi Mary! Que bom que você gostou da receita. Eu nunca fiz ricota com o bagaço do leite de coco, bom saber que fica ótimo 😉 Abraços!

  7. Patrick Jean Divorne says

    Muito interessante está receita de parmesão de castanha feita com levedo de cerveja.
    Pensando em um produto similar, desenvolvi um com base de leveduras tostadas e isto resultou num tempero muito interessante que chamei no Brasil de CENOVIT.
    É similar aos Europeus, como o Marmite e o Cenovis.
    Sou Suíço e de tanto trazer isto para o Brasil, finalmente consegui o desenvolver em 2015.
    Entre seus diversos usos, este tempero é ideal para molhas de salada, sopas e molhos de todo tipo.
    Qualquer interesse estou a disposição.
    Abs,
    Patrick.

  8. Patrícia says

    Olá, o meu ficou muito bom porém com gosto de cerveja, que odeio. Será que posso substituir o levedo por outra coisa?

    • André says

      Que bom que você gostou, fico muito feliz 😀 Obrigado querida! Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *