Sobre mim

Perfil2

Olá! Meu nome é André. Acredito que muitos problemas mundiais, tanto ambientais quanto de saúde, podem ser resolvidos na cozinha. Mas como isso? Chega mais que te explico.

Nasci no interior de Santa Catarina, mas desde 2015 moro no coração de São Paulo. Tenho 23 anos, sou designer gráfico por formação e vegetariano por convicção. Tenho paixão obsessiva por livros, fotografia, arte, cinema, viagens e culinária vegana.

Foi no momento que saí da casa dos meus pais para morar sozinho, aos 17 anos, que comecei a questionar sobre a minha alimentação e seu impacto no meio ambiente.

Percebi que com o passar dos tempos determinados hábitos alimentares, conceitos, processos e rotinas, foram sendo transformados em detrimento do capitalismo, da produção em massa, e principalmente da praticidade tão desejada na vida contemporânea.

Com essas transformações chegamos a práticas alimentares que destoam do que o nosso corpo está apto a receber. A feirinha foi substituída pelo supermercado, o natural pelo artificial, o orgânico pelo agrotóxico, o não transgênico pelo transgênico, a agricultura familiar pelos latifúndios, e a variedade pela padronização.

Todas essas transformações alteraram negativamente o meio ambiente, o bem estar animal e a vida humana. Consciente disso, comecei a minha busca por uma alimentação mais natural e sustentável. Obviamente, um dos primeiros passos foi retirar a carne e seus derivados do meu prato (e além disso, também). Mas se você não consegue fazer isso, reduzir o consumo ao máximo já tá valendo.

Criei esse blog justamente para mostrar como podemos tornar a relação homem-comida-meio ambiente o mais harmonioso possível, de forma prática e acessível. Através de receitas simples e deliciosas, que valorizem os alimentos de origem vegetal, integrais, orgânicos e produzidos localmente.

É hora de voltar ao tempo, deixar de lado os alimentos super processados entupidos de corantes, conservantes, aromatizantes e sódio. Dizer não aos transgênicos, e sim ao natural!

Se você mora em São Paulo, me dá um ALÔ, quem sabe podemos nos encontrar pra bater um papo 😉 Agora se você mora longe, mas também quer conversar comigo, me manda um e-mail por aqui.

Obrigado pela visita, e por favor, sinta-se a vontade!

Boa leitura e bom apetite.

 

  1. Larissa says

    André, adorei o seu site!!! Aprovadíssimo!!!! Usarei constantemente as suas receitas!!!! Vc tem instragram?

    • André says

      Oi Larissa! Fico feliz em saber que tenha gostado do site 😀 Use e abuse das receitas hahaha. Tenho sim Instagram, é @tempero_alternativo. Segue lá! Abraços!

  2. Rose says

    Top tú blog! Ven un dia a compartir en mi SpaVegano Universovegano,visite lá página en Face y poderemos hacker una parceria gastronómica vegana. Saludos desde Angra, RJ, Brasil.

    • André says

      Oi Rose! Que bom que você gostou do blog. Obrigado pelo convite, vou dar uma olhada no Facebook 😉 Abraços!

  3. Eliana says

    André, gostei muito do seu site, e ainda não fiz, mas vou fazer suas receitas que estão tão bem explicadas que dá gosto!
    Vou receber uns amigos e gostaria de oferecer comidinhas como você faz: saudáveis e amáveis, tem dicas de um cardápio para um fim de tarde?
    Quem sabe você não gostaria de se juntar com a gente? Adoraríamos!

  4. Juliana says

    André, achei incrível seu site! Estou em transição e às vezes dá medo de arriscar na cozinha e acabar com experiências mal sucedidas. Muito bacanas suas receitas. Se estiver em SP, seria um prazer uma prosa contigo.

    • André says

      Oi Juliana! Fico feliz em saber que tenha gostado do blog e das receitas 😀 É normal mesmo ficar com medo, eu também tinha um pouco no começo. Sim, estou em SP, se quiser bater um papo manda uma e-mail para combinarmos 😉 O e-mail é contato@temperoalternativo.com.br Abraços!

  5. Natália says

    Está explicado porque o blog é tão belo e clean (Designer Gráfico)!
    Parabéns pelo conteúdo, receitas bem descritas e contextualizadas!

    • André says

      Oi Natália! Hahaha obrigado querida! Fico feliz em saber que tenha gostado do blog 😀 Abraços!

  6. Juliana says

    Oi André, parabéns pela iniciativa e pela ótima produção de conteúdo, não sou vegetariana e nem vegana, mas me interesso por receitas diferentes e saudáveis e pelo reaproveitamento dos alimentos, já que também sofro quando comida estraga ou sobra. Continue nesse caminho como fonte de inspiração para muita gente. Um abraço.

    • André says

      Oi Juliana! Obrigado! Fico feliz em saber que tenha gostado do blog 😀 Pois é, estão juntos então nesse sofrimento pela comida estragada hehehe. Vou tentar publicar mais receitas com sobras 😉 Abraços!

    • André says

      Fico feliz em saber que tenha gostado 😀 Obrigado e abraços!

  7. Juliana says

    eu adorei encontrar o seu blog! obrigada por compartilhar 😉
    parabéns!

    • André says

      Oi Juliana! Fico muito feliz em saber que tenha gostado do blog 😉 Obrigado e abraços!

  8. Simone says

    Maravilhoso esse blog!!! Adorei! Parabéns pelo trabalho, André!

    • André says

      Obrigado Simone! Fico feliz em saber que tenha gostado do blog 😀

  9. Elcio Sartori says

    Defendo totalmente sua causa. O futuro do planetinha azul vai depender muito de nossos hábitos alimentares. Afinal, saúde começa com o colocamos em nossas bocas. E esta relação tem muito que melhorar. Abraço!!!

    • André says

      Oi Elcio! Bom saber que você também defende essa causa 😀 Verdade, o futuro do planeta depende muitos dos nosso hábitos alimentares. Abraços!

  10. Parabéns, André! Seu blog é encantador e muito informativo. Obrigada por compartilhar suas experiências.
    Abraços!

    • André says

      Oi Rogeria! Obrigado 🙂 Que bom que você gostou do meu blog, fico muito feliz. De nada e abraços!

    • André says

      Oi Rômulo! Que legal que você se identifica, bom saber disso. Abraços!

  11. Lucas Cruz says

    André primeiro vou tietar pesado hahahahah vc tá lindo na foto! E cara, tuas receitas são ótimas, se vai inventando com o que tiver na hora? E outra, eu to tentando transicionar pro vegetarianismo, mas por falta de tempo as vezes eu do uma escapada e como o que dá. Se tem alguma dica ai? Abraço

    • André says

      Oi Lucas! Hahaha obrigado pelo elogio 🙂 Que bom que você gosta das minhas receitas, fico feliz. Geralmente eu invento com o que tenho disponível em casa mesmo, mas às vezes me planejo com antecedência e compro os ingredientes. Quando me tornei vegetariano eu passei a cozinhar com mais frequência, coisa que não dá pra escapar se quiser ter uma alimentação sem carne (e derivados) equilibrada. Como cozinhar requer tempo, eu comecei com receitas bem simples e rápidas pra ficarem prontas. Acho que essa é uma dica que posso dar, começar com receitas simples e práticas. Sugiro você pesquisar receitas aqui no blog e em outros sites, garanto que você vai achar algumas que agrade você. Espero ter te ajudado 😉 Abraços!

  12. Mônica Elisabet Corominas Valls says

    oi andré, seu blog é bem legal, vou seguir algumas receitas. pelo comentário eu uma receita, acredito que vc voltou a morar em sc, conta mais sobre sua vida aí……….

    • André says

      Oi Mônica! Que bom que você gostou do blog 😀 Na realidade saí de SC, hoje eu moro em São Paulo, capital.

  13. Oi André!
    Parabéns pelo blog! Está lindo e as receitas são demais!
    Me identifiquei muito com o seu slogan, pois prezo muito por uma alimentação natural e sustentável.

  14. Teka Mendes says

    Não sou vegetariana nem vegana, mas tenho buscado hábitos alimentares melhores.
    Descobri teu blog por acaso e tenho de dizer: as fotografias são lindas e blog é puro amor! Comecei a ler ontem e quero fazer tu-do, ninguém vai me segurar quando for fazer compras na zona cerealista. HAHA.

    • André says

      Oi Teka! Fico feliz em saber que tenha gostado do blog 😀 Espero que goste das receitas. Hahaha quando vou na zona cerealista ninguém me segura também, da vontade de comprar tudo hahaha. Abraços!

  15. Bruna says

    André, muito obrigada por esse blog incrível: textos, layouts, receitas, fotografias… Só assunto top abordada da melhor maneira. Muito bom acessar seu blog e saber de pessoas que tornam o mundo melhor, como você, compartilhando tanta coisa legal. Meus parabéns! Virei fã! 🙂

    • André says

      Oi Bruna! Fico muito feliz em saber que tenha gostado do blog 😀 Nossa, muito obrigado pelo comentário inspirador querida. Abraços!

  16. Vanessa says

    Olá, André!
    Parabéns pelo blog! Acabei de descobrir (via post do Pinterest) e estou encantada, tanto com as receitas quanto com o layout, as fotos e os textos.
    Sou vegetariana há mais de 10 anos e venho buscando passar de vez para o veganismo. Seu blog foi um achado!
    Obrigada por compartilhar suas ideias e dicas conosco!

    • André says

      Oi Vanessa! Obrigado querida! Fico muito feliz em saber que tenha gostado do blog 😀 Bom saber como você descobriu ele hehe. Estou torcendo para que você consiga passar de vez para o veganismo, espero poder te ajudar com minhas receitas. Abraços!

  17. Ola, André. Estava procurando uma sobremesa com tâmaras e encontrei seu blog… Parabéns! Eu mantenho o site Ana Vegana e tenho Solua, o vampirinho vegano. Ação multimídia que ensina de forma lúdica mas bem fundamentada o veganismo. Ja foi lançado em e-books, cartilhas, peça teatral, contação de histórias e, atualmente, tb está disponível em pequenos videos. Assista e, se gostar, repasse aos seus contatos. Cena com sr Soom, orienta sobre as diversas opções de comida vegana, tem o diálogo que todo vegano já ouviu e a pergunta que não quer calar: Afinal, o que vegano come? https://youtu.be/73IZJP0Nl54
    Assista também a cena dos índios:
    https://youtu.be/vEUbzsOqaHg
    e a cena ouvindo os animais:
    https://youtu.be/IgH9hn437ho

    • André says

      Oi Lou! Que bom que você gostou do blog, obrigado. Vou dar uma olhada nos seus vídeos, bela iniciativa em ensinar de forma lúdica sobre o veganismo. Abraços!

  18. Bianca says

    Acabei de conhecer seu blog e já estou encantada!
    Enche os olhos e anima comer bem 🙂
    Parabéns pelo trabalho! Acompanharei sempre agora.

    Beijos e muito sucesso

    • André says

      Oi Bianca! Fico muito feliz em saber que tenha gostado do blog 😀 Obrigado querida. Abraços!

  19. André, quero te trazer o contraditório. A maioria das pessoas, inclusive você, imagina que a feira de rua e outras formas de comercio de alimentos advindos da agricultura familiar nos trazem alimentos de melhor qualidade e com menos pesticidas do que os supermercados. Acontece que o que se planta e cria na agricultura familiar infelizmente também leva sua dose de agrotóxicos, antibióticos e outros produtos para controlar as doenças de plantas e animais. A prova disso é o estudo feito pela ANVISA no programa PARA, que qualquer um pode acessar (http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/d67107004634368583a5bfec1b28f937/Relat%C3%B3rio+PARA+2012+2%C2%AA+Etapa+-+17_10_14-Final.pdf?MOD=AJPERES). Os produtos que mais aparecem contaminados são justamente os provenientes da agricultura familiar e do pequeno agricultor. Isso tem uma razão: a falta de instrução e o baixo nível técnico do nosso pequeno agricultor. Também inexiste uma fiscalização no campo e depois dele.
    Exatamente o oposto ocorre na agroindústria, onde os agrotóxicos são aplicados dentro dos padrões recomendados pela indústria, havendo ademais fiscalizações no campo, medições nos grãos produzidos e várias outras formas de controle antes que o produto, in natura ou processado, chegue ao consumidor. Pode haver ainda algum agrotóxico nos alimentos derivados deste tipo de produção, mas é muito baixo. A intoxicação pelos agrotóxicos existe, sim, e acontece mesmo na agroindústria, mas ela afeta primordialmente os que trabalham diretamente com os agrotóxicos, por várias razões que não cumpre discutir agora.
    O impacto que as várias formas de agricultura têm no ambiente também precisa ser sopesado com cuidado: se é verdade que a agroindústria é em geral baseada em monocultura, também é certo que a produtividade é muito maior do que a da agricultura familiar, o uso da água muito mais eficiente, a degradação do solo muito menor. Se fossemos produzir tudo o que precisamos para consumir e exportar (gerar divisas) com a agricultura familiar, a Amazônia já teria sido inteiramente devastada para plantar roças.
    É preciso serenidade nas afirmações. A gente costuma acreditar nos nossos like-minded, o que é natural, mas um pouquinho de contraditório não faz mal e favorece o pensamento crítico.
    Saudações biológicas.

    • André says

      Oi Paulo! Achei bem interessante o seu ponto de vista. Concordo plenamente com você que na agricultura familiar também existe o uso de agrotóxicos, mas não são todos que usam. Existem alguns agricultores familiares, geralmente de pequeno porte, que produzem orgânicos. Defendo esse tipo de produção, agricultura familiar regional e orgânica. É claro que é muito caro ter uma alimentação 100% orgânica se você não tiver uma plantação em casa, fora que nem sempre é possível encontrar esse tipo de alimento para comprar, e para piorar, nem sempre é possível saber se a produção é realmente orgânica ou não. Eu sei que existe um grande debate sobre a produção orgânica, muitos dizem ser insustentável pela produtividade por área cultivada, levando em consideração a enorme quantidade populacional que existe para alimentar. Acredito na prática da permacultura na agricultura familiar para minimizar o impacto ambiental da produção. Mas obrigado pelas informações, vou dar uma olhada com calma nesse estudo da ANVISA. Abraços!

  20. Ana Paula says

    Olá André, faz bem pouco tempo que optei em buscar uma alimentação livre de farinha de trigo e buscando receitas para substituir o “pão nosso de cada dia” percebi o quanto de informação contém na internet mas sem qualidade, nem de receita ou receitas sem sabor. Gostei muito do teu blog, que além de mostrar o passo a passo das receitas contém do porque de cada coisa e lugar para formar o alimento, e dicas úteis para quem – assim como eu gosta e já cozinha a algum tempo – mas em matéria de comida saudável fica a deriva ou perdido para substituir uma coisa por outra, ou o acesso a alguns ingredientes que, ou são caros, ou são difíceis encontrar mesmo em casas naturais. Parabéns pelo trabalho! Você ganhou mais uma leitora bisbilhoteira de blogs. Abçs 😛

    • André says

      Oi Ana! É difícil mesmo encontrar informação de qualidade na internet sobre alimentação livre de farinha de trigo. Fico muito feliz em saber que tenha gostado do meu blog. Sempre tento explicar o máximo possível do porque de cada ingrediente, passo a passo, e substituições. Sempre senti essa necessidade de conteúdos assim, por isso acabei criando através de muita pesquisa. Obrigado pelo comentário querida! Oba, mais uma leitora hehehe. Abraços.

  21. Paty says

    Ai meu Deus, agora que dá pra comentar em tudo me dá vontade de escrever a toda hora, hahaha!
    Que lindo gente… como eu queria encontrar por aí mais pessoas como você. Também adoro teu jeito de escrever, fico imaginando que pessoalmente você é uma simpatia, engraçado, e com uma mente super aberta.
    Não tô nem aí se pareço tiete, kkk, sou sua maior fã e ponto final!!! #)

    • André says

      Oi Paty! Hahaha comente, comente, e comente sem parar, por favor. Obrigado pelo comentário maravilhoso querida, já ganhei o dia hahaha. Fico muito feliz em saber que esteja gostando do blog 😀 Abraços!

  22. Ananda Borges says

    Muito, muito, muito lindo seu site! Adorei!
    Virarei frequentadora assídua!
    Parabéns pela iniciativa!

    • André says

      Que bom que você achou meu site lindo. Sempre me esforço pra deixar ele bonitão hehehe. Obrigado pelo comentário querida! Abraços.

  23. Lili says

    Oiii!

    Seu site é sensacional. O encontrei por acaso em buscas de receitas veganas pela net e me apaixonei.
    Além de ter todas as alternativas à alimentação com produtos de origem animal, o layout é bem bonito.

    Muito obrigada por dividir seus conhecimentos conosco, pois vejo que é preciso de gente como você para mostrar à todos que é possível sim se alimentar sem causar dor e sofrimentos aos animais, além de não agredir o meio ambiente.

    Grande beijo!

    • André says

      Oi Lili! Fico muito feliz em saber que tenha gostado do meu site 😀
      É sempre bom eu saber como meus leitores encontraram o blog, obrigado pela informação 😉
      Espero poder te ajudar com as minhas receitas. Abraços!

  24. Iara says

    muito bom site de receitas veganas brasileiro com qualidade =D
    nota 10!!!

    • André says

      Oi Iara! Fico muito feliz em saber que você gostou do meu blog. Obrigado! Abraços!

  25. Marie A says

    André, que lindo seu site!!!! parabéns pela iniciativa!!! cheia de amor <3

  26. Carmen says

    Oi André, a alimentação viva é sensacional, só usa alimentos crus e amornados para não perder os nutrientes dos mesmos. Como faço para lhe enviar receitas? Tem algum lugar especial ou por aqui?

  27. Carmen says

    André, Adorei seu blog. Está na aba dos meus favoritos. Estou conhecendo a alimentação viva e pretendo praticá-la todos os dias. Ammmeeeeeeiiiiiiii ! Continue que está muito legal. Quando puder vou colaborar te mandando receitas.

  28. Natália Vilela says

    Seu blog é simplesmente INCRÍVEL! Adorei tudo tudo tudo!

      • Natália Vilela says

        Sou de Maceió, em Alagoas. Aqui só existe uma opção de restaurante vegano. Gostaria de uma receita para pastel de forno sem glutem, no caso um substituto para a farinha usada na sua receita de pastel de palmito. Grata!

        • Uma outra leitora já me pediu isso também. Ainda não sei como fazer uma massa de pastel sem glúten, mas assim que conseguir irei postar aqui no blog e te aviso 😉 Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *