Manifesto

Tempero Alternativo tem como objetivo disseminar informações sobre como podemos tornar a relação homem-comida-meio ambiente mais harmoniosa possível, sem deixar de lado o prazer, é claro. Seja através de receitas deliciosas e práticas, ou através de ideias e atitudes que podem transformar o lugar em que vivemos.

A luta aqui é por mais…

alimentos integrais: naturais e nutritivos, os alimentos integrais demandam menos gasto energético para serem produzidos, uma vez que não são processados, além de gerarem menos resíduo e desperdício.

acessibilidade: por aqui você vai encontrar receitas com ingredientes fáceis de serem encontrados, e o melhor de tudo, sem precisar gastar muito.

igualdade: tem algum alimento que você não gosta? Ou alguma alergia, intolerância, ou não consome algo por questões éticas e religiosas? Sem problema, aqui ninguém é deixado de lado, seja você vegano, celíaco, intolerante a lactose, ao glúten ou diabético.

orgânicos: alimentos orgânicos são mais nutritivos, saborosos e naturais. Consumi-los é um ato político e ambiental, uma vez que você está deixando de consumir produtos com agrotóxicos que contaminam o solo e a água.

bem-estar: todos almejam o bem-estar físico e emocional, mas muitos acabam querendo tanto o seu próprio bem-estar que acabam esquecendo do próximo. Devemos prezar pelo bem-estar de todas as pessoas, animais e do meio ambiente.

praticidade: o estilo de vida contemporâneo implora por praticidade, e por aqui as coisas não são diferentes. Receitas práticas, com poucos ingredientes e fáceis de serem encontrados, é disso que precisamos pro dia a dia!

diversidade: no Brasil há uma diversidade enorme de frutas, legumes e verduras, mas muito dessa variedade não aparece no prato dos brasileiros. Aqui você vai encontrar receitas que exploram os sabores dessa linda diversidade.

produtos locais: consumir alimentos produzidos próximo a você, além de ser mais barato, ajuda a movimentar a economia local, contribuindo para a geração de renda dos pequenos produtores.

A luta aqui é por menos…

monopólio: grandes fazendas e grandes produtores dominam o mercado brasileiro, inserindo cada vez mais transgênicos e agrotóxicos na alimentação. Dê preferência para alimentos provenientes de produtores locais e da agricultura familiar.

transgênicos: são um risco para o meio ambiente, sem contar que aumentam as alergias na população. Muito se tem a descobrir ainda sobre eles, mas a grande certeza que se tem é que isso não é natural.

conservantes sintéticos: alimentos industrializados estão cada vez mais cheios de conservantes industriais para aumentar a durabilidade do produto, isso aumenta as chances de alergia e intolerância alimentar a determinados alimentos.

ultraprocessados: ricos em sódio, gordura trans, espessantes, acidulantes, aspartame, entre outros, os alimentos ultraprocessados estão prejudicando cada vez mais a saúde da população com ingredientes nada naturais e saudáveis.

de origem animal: ricos em gordura e colesterol, o consumo excessivo de produtos de origem animal são prejudiciais para a saúde. Aumentam as chances de desenvolver doenças cardiovasculares, câncer e obesidade. Isso sem contar no alto impacto ambiental para produzir, e de todo o sofrimento animal envolvido.

trabalho escravo: alguns produtos encontrado nos supermercados podem ser fruto do trabalho escravo, devemos nos informar sobre o processo de produção do que consumimos e fazer escolhas mais conscientes.

corantes artificiais: o consumo de produtos com essas substâncias estão ligados diretamente ao desenvolvimento de câncer e alergias. Devemos optar por produtos que fazem o uso somente de corantes naturais e vegetais, como o urucum e a cúrcuma.