Todos os posts arquivados em: Sem glúten

Nhoque de abóbora

Difícil achar alguém que não gosta de nhoque, eu particularmente adoro! Faço de vez em quando de batata e de mandioquinha, mas essa foi a primeira vez, quer dizer a segunda, que fiz de abóbora. Digo segunda vez porque a primeira não deu muito certo. Motivo? A abóbora que eu tinha usado, a paulista, não é muito boa para fazer nhoque. Ela retém muita água, tive que usar muita farinha para conseguir modelar. Resultado, nhoque com sabor de farinha 😖

Mingau de tapioca

Apesar de que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, eu tenho a maior preguiça de preparar algo já de manhã cedo. Fora que muitas vezes aqueles 5 minutinhos a mais de soneca se transformam em 20 minutos e me atraso para sair da cama hahaha. O que não sobra muito tempo para preparar algo. Mas mingau é uma coisa que faço com frequência, mesmo não tendo muito tempo. É super rápido de fazer, em menos de 10 minutos já está pronto, e muito fácil, basta misturar tudo numa panela e aquecer. Simples, barato e gostoso.

Torta de chocolate (sem açúcar)

Eu já publiquei várias receitas diferentonas aqui no blog, mas acho que esta ganha de todas. Antes de fazer cara feia deixa eu defender minha opinião sobre como esta torta é gostosa. Pode ser que você não goste mesmo, mas pelo menos tentei hahaha. Quem acompanha o blog a algum tempo já deve ter visto uma receita de musse de chocolate que fiz com avocado (pode ser substituído por abacate). Receita bastante popular entre os crudívoros, aqueles que tem uma alimentação baseada em alimentos não cozidos.

Coxinha de palmito (sem glúten)

Do tradicional boteco de esquina ao restaurante classudo de comida contemporânea da moda, a coxinha é sem dúvida um dos salgados mais populares do Brasil. De origem paulista, conquistou todos os cantos do país em pouco tempo. A receita tradicional leva farinha de trigo branca na massa e frango no recheio, depois é frita por imersão em óleo quente. Com o passar do tempo surgiram novos recheios, ingredientes e formas de preparo. Por aqui não é muito diferente, a receita que fiz é completamente alternativa. É vegana, sem glúten e assada. Uma versão bem mais saudável e leve que a tradicional.

Cracker salgado (sem glúten e integral)

Lanchinhos leves e saudáveis entre as principais refeições são muito bem-vindos, ainda na correria da semana, não é? Faço com frequência cookies de aveia com alfarroba, trufas de tâmaras, barras de cereal e granola para comer durante o dia no trabalho. Como sempre levo um snack doce, decidi variar e fazer algo salgado pela primeira vez, mas sem deixar de lado a praticidade. E foi assim que nasceu a ideia de fazer os crackers, ou biscoito salgado, como você preferir.

Brownie de castanha de baru

Há uma castanha brasileira típica do cerrado que não tem tanta fama como a castanha do Pará e de caju, mas é tão gostosa quanto as outras de sua família. É a castanha de baru, um tipo de amêndoa oleaginosa de coloração castanho, extraída da árvore baru. Recentemente ela vem sendo produzida e comercializada em maior escala devido ao seu valor nutricional, podendo ser encontrada com facilidade em lojas de produtos naturais e empórios. A Monama, marca de produtos naturais orgânicos que eu gosto bastante, tem em sua linha de produtos a castanha de baru torrada sem sal. É possível comprar até pela internet, no site da marca, caso você não encontre em lojas físicas.

Waffles (sem glúten)

Alguns dias atrás publiquei aqui no blog uma receita simples de mistura de farinha sem glúten, para aqueles, que por questões de saúde não podem consumir essa proteína. Ou para quem, assim como eu, gosta de variar a alimentação e experimentar novos ingredientes. Meu primeiro teste com essa mistura caseira foi de waffles com iogurte na massa. O resultado foi surpreendente, eles ficaram com uma textura muito boa. Crocante por fora, e macio e úmido por dentro, maravilhoso! Eu jurava que iria dar errado, tanto até que chamava aquilo de teste, mas não, ficaram bons de primeira.

Como fazer mistura de farinha sem glúten

Quem já tentou fazer alguma receita sem glúten sabe muito bem que não é tão simples como parece. Trocar simplesmente a farinha de trigo pela farinha de arroz, por exemplo, não dá certo. Isso porque cada farinha possui características e usos diferentes. Existem várias farinhas feitas a partir de alimentos que não contém glúten, como arroz, batata, mandioca e milho. Essas são as mais comuns e fáceis de serem encontradas. Em grandes supermercados, empórios e lojas de produtos naturais é possível encontrar farinhas sem glúten mais diferentes, como de grão de bico, banana verde, amêndoas, berinjela e maracujá.

Moqueca de banana-da-terra

Capixaba ou baiana? Eis a questão. Independente de onde tenha surgido, uma coisa é fato, a moqueca é brasileira! Acho essa iguaria a cara do Brasil, marcante, diversa e colorida. Por ter um imenso território a culinária brasileira varia muito, é o resultado de uma grande mistura de ingredientes e tradições adaptados ao clima de cada região. A moqueca capixaba não leva azeite de dendê, nem leite de coco e pimentão, já a baiana sim. Ela é tão importante para o país, em especial para o Espírito Santo, que se tornou patrimônio cultural imaterial.

Chips de batata doce (assado)

Com algumas batatas doces, com um pouquinho de óleo e com algumas pitadas de sal e páprica doce, você pode fazer deliciosos chips crocantes e assados. Sem ingredientes artificiais, sem gordura em excesso e sem glúten, só ingredientes comuns e naturais. O chips de batata doce é um snack perfeito para saborear entre as refeições. Um ótimo substituto dos salgadinhos industrializados fedorentos, porque né, alguns fedem pra cacete hahaha.