Todos os posts arquivados em: Sem glúten

Paçoca de amendoim

O mês de junho mal começou e as festas juninas já estão pipocando pelo Brasil. Pra mim é de longe a melhor festa popular brasileira ❤️ Sonho em algum dia poder ir nas maiores festas que acontecem em Caruaru (Pernambuco) e Campina Grande (Paraíba) presenciar esse espetáculo. Tudo me encanta, as músicas, as danças, os enfeites, e claro, a comida hahaha. Não dá pra falar de festa junina sem mencionar a culinária típica né!?

Panqueca salgada de milho

Panquecas sempre quebram um galho na hora da fome e da correria. São fáceis e rápidas de fazer, basta misturar todos os ingredientes e levar para a frigideira. Simples assim! Ainda mais essa do tipo americana, que não leva recheio, uma coisa a menos pra resolver hahaha. A textura não é lisa como das panquecas doces porque leva milho cozido na massa, que dá sabor e graça nessa preparação.

Pão de mandioquinha

Apesar de ter cara de pão de queijo e levar alguns ingredientes típicos da receita mineira, como polvilho doce e azedo, esse pão de mandioquinha tem um sabor bem diferente. A textura lembra bastante pão de queijo, tem aquele puxa puxa característico. Mas o sabor e o cheiro é de mandioquinha, levemente adocicado, uma delícia!

Bolo cremoso de mandioca com coco

Depois do bolo nada fácil e prático que fiz para comemorar o aniversário de dois anos do blog, chegou a hora de fazer um bolinho bem mais simples e rápido. Perfeito para a correria do dia a dia. O clássico bolo de mandioca com coco ganha uma versão sem ovos, sem laticínios e sem açúcar refinado por aqui. Além de não levar farinha e não conter glúten, do mesmo jeito que o tradicional. O preparo é simples, basta bater todos os ingredientes no liquidificador, pôr na fôrma e assar por alguns minutos. Fica bem saboroso e cremoso!

Como fazer granola salgada

Fazer granola em casa é muito simples e rápido, para você ter noção, essa aí eu fiz em menos de 30 minutos, incluindo o tempo de forno. Já publiquei aqui no blog como fazer granola doce, agora chegou a hora de eu explicar como fazer salgada. Ela é perfeita para polvilhar sobre saladas e pratos para dar uma crocância e sabor a mais, ou para ser consumida pura mesmo como um lanchinho da tarde. É uma forma bem saborosa e prática de se alimentar bem e nutrir o corpo nos intervalos das refeições.

2 anos, 1 grande novidade e 1 bolo vermelho para comemorar

Dois anos atrás eu lançava o meu blog com o objetivo de disseminar informações sobre como podemos tornar a relação homem-comida-meio ambiente mais harmoniosa possível, sem deixar de lado o prazer, é claro. Ao longo desse tempo publiquei por aqui receitas simples e gostosas (ao meu ver, é óbvio), que valorizam os alimentos de origem vegetal, integrais, orgânicos e produzidos localmente. Aos poucos o número de leitores foram aumentando, contabilizando hoje quase 1,5 milhão de visualizações. Agradeço a todos que acompanham por aqui minhas aventuras na cozinha. Esse blog não existiria mais se não fosse o incentivo de vocês através dos acessos, comentários, e-mails, compartilhamentos e curtidas. Cada vez que algum(a) leitor(a) entra em contato comigo, seja para tirar dúvidas, pedir ajuda ou elogiar, meu coração transborda de alegria e me sinto mais inspirado a continuar. Muitíssimo obrigado mesmo!