Como, Receitas
comentários 40

Como fazer molho de tomate rápido

Todo mundo sabe que um bom molho de tomate pode transformar aquele prato meia boca em algo incrível e espetacular de arrancar elogios. Mas poucos se arriscam em fazer em casa o próprio molho. Eu sei que é muito mais tentador comprar pronto do que ter o trabalho de fazer o molho primeiro e só depois o prato.

Mas se eu te disser que ele fica pronto em menos de 30 minutos e você pode congelar em porções por até 3 meses para ter quanto precisa, você se anima em fazer? Pois bem, isso sem contar que no molho caseiro você tem o controle total dos ingredientes, nada de conservantes e excesso de sódio.

Essa receita é perfeita para fazer quando o preço dos tomates está mais em conta, porque precisa de uma grande quantidade. Como de costume sábado fui na feira livre e estavam R$4 o quilo, aproveitei que estavam baratos, carnudos e vermelhos para fazer molho. Nem estavam na minha lista de compras, mas não resisti hahaha.

Para fazer um bom molho é imprescindível escolher bons tomates. As espécies mais indicadas são o italiano e débora, ambos tem mais polpa e menos acidez. Outra dica importante é usar tomates bem maduros. Assim o molho fica bem vermelinho e com baixa acidez.

Na receita italiana tradicional as peles e sementes são tiradas. Eu particularmente não tiro, acho super chato e demorado tirar hahaha fora que acho muito desperdício. Entendo que essas partes do tomate são tiradas para deixar o molho com textura mais lisa e com menos acidez, mas ainda assim prefiro com pele e tudo. Mas se você faz questão de tirar, aprendi uma técnica que funciona muito bem no programa da Rita Lobo (Panelinha/GNT).

Como tirar a pele e as sementes do tomate…
Leve uma panela média com água ao fogo alto. Lave os tomates e corte um ‘x’ na base de cada um. Assim que a água ferver, coloque os tomates. Quando a pele começar a soltar, retire da panela e transfira para uma tigela com água e gelo. A partir do corte em ‘x’ puxe a pele e descarte. Retire o olho do tomate e corte ao meio no sentido do comprimento. Corte cada metade ao meio novamente e retire as sementes com uma colher.

Você vai precisar de…
Tomate maduro – 25 pequenos (1,5 quilo)
Cebola – 2 médias (200 g)
Azeite – 1 colher de sopa (15 ml)
Orégano ou manjericão seco – 2 colheres de chá
Sal – 2 colheres de chá (10 g)
Páprica doce – 1 colher de chá (5 g) (opcional)
Pimenta do reino moída – a gosto (opcional)

Como fazer…
1- Lave os tomates e retire o olho na parte de cima.
2- Corte em pedaços menores e bata em etapas no liquidificador sem acrescentar água. Para um molho mais rústico e com pedaços, bata rapidamente para triturar. Se preferir um molho mais liso bata por mais tempo em velocidade alta. Reserve.
3- Descasque as cebolas e corte em cubinhos.
4- Aqueça o azeite em uma panela grande e refogue a cebola até dourar.
5- Acrescente os tomates batidos e tempere com orégano, sal, páprica e pimenta. Misture bem e cozinhe em fogo médio por cerca de 10 minutos a partir do momento que levantar fervura.
6- Desligue o fogo e sirva em seguida, ou espere esfriar para armazenar na geladeira ou congelador.

Como conservar…
Se você for consumir logo armazene o molho na geladeira em potes de vidro higienizados com tampa por até 5 dias. Para aumentar a durabilidade é possível congelar por até 3 meses. Neste caso faça pequenas porções em forminhas de gelo, depois de congelado transfira para um saco plástico, ou diretamente em sacos de plástico. Na hora de usar é só descongelar diretamente na panela.

Rendimento: cerca de 4 xícaras (1 litro)

  1. Bento Marques says

    Encontrei seu ótimo site.
    Sou do Acre e vou ensinar algumas receitas veganas numa aldeia indígena.
    Carnes da casca da banana, pupunha ; esse molho de tomate que vc ensina.
    Grato

    • André says

      Oi Bento! Fico feliz em saber que você gostou do blog 😀 Olha que experiência legal, espero que gostem das receitas. De nada e abraços!

    • André says

      Oi Bruna! Fico feliz em saber que esteja gostando do blog 😀 Abraços!

    • André says

      Oi Libia! As sementes e peles geralmente são tiradas para deixar o molho com textura mais lisa e com menos acidez. Abraços!

  2. Willys says

    Boa Tarde!Tirar a pele e sementes do tomate é preciosismo e desperdício!Pode-se passar na peneira ou fazer como foi sugerido pela Lei lá! Abraços a todos e bom apetite!

    • André says

      Oi Willys! Sim, também acho desperdício tirar a pele, por isso que uso semente e tudo hahaha. Obrigado pela dica de passar pela peneira 😉 Abraços!

  3. Fabíola Rizzi says

    Tô com o molho na panela neste momento, espero que fique bom!

  4. Sabrina says

    Acho válido avisar que, depois de batido no liquidificador, o projeto de molho de tomate pode ficar meio rosa (nunca tinha feito um antes, então não estava esperando por isso). Fiquei um pouco apreensiva enquanto estava preparando a receita, achei que ia dar ruim rs. Olhava para o purê fervendo na panela pensando no que colocar nele para ficar com a cor certa. Mas tudo acabou bem no final, o molho ficou muito gostoso. E vermelho, como deve ser 😀

    • André says

      Oi Sabrina! Dependendo da maturidade dos tomates eles podem ficar meio rosa ou laranja mesmo, no meu caso não ficou porque eles estavam bem maduros e vermelhos. Mas pode acontecer isso logo depois de bater no liquidificador. Por isso que coloquei na receita páprica doce, justamente para ficar bem vermelho e bonito o molho. Além de mais saboroso hehehe. Abraços!

  5. Vanessa says

    Fiz ontem essa receita e ficou maravilhosa! nunca mais comprarei molho de tomate pronto!
    Aproveitei e bati a cebola e um alho no liquidificador junto com o tomate!

    • André says

      Oi Vanessa! Que bom que você gostou da receita, fico feliz 😀 Fica bem mais saboroso feito em casa né!? É uma boa também bater a cebola e o alho no liquidificador. Abraços!

  6. Ci de Carvalho says

    Parabéns pelo seu Blog !! Eu faço o molho com esses ingredientes ( menos a páprica… achei muito interessante essa sua idéia ) mas não coloco no fogo. Coloco mais cebola e também alho. Bato no liquidificador grosseiramente. O azeite e as folhinhas de manjericão eu coloco depois de batido para elas ficarem inteiras. Também coloco azeitonas sem caroço. Experimente !! Abraços, Cidinha.

    • André says

      Oi Ci! Obrigado querida 😀 Tenta colocar páprica na próxima vez, o molho fica mais saboroso e vermelinho, fica bem bonitão! Queria ter feito com folhas de manjericão fresco mas não tinha em casa, vou tentar na próxima vez. Com azeitonas deve ficar maravilhoso também. Obrigado pela dica 😉 Abraços!

  7. Mariah says

    Oi André,que Blog maravilhoso.
    Tudo bem explicadinho.
    Também escreve muito,oque aprecio.
    Conheço de indicações de outros sites, também bons.
    Continuei assim..

    • André says

      Oi Mariah! Fico feliz em saber que você gosta dos textos do blog 😀 Por favor, me indique outros sites 😉 Pode deixar, continuarei assim hehehe. Abraços!

  8. Rosana Moreno says

    André, adoro seu Blog!!
    Eu também faço molho caseiro e congelo, e também não tiro pele e nem a semente e no lugar da paprica doce eu coloco mesmo é o pimentão que realça o sabor!!

    • André says

      Oi Rosana! Fico feliz em saber que você gosta do blog 😀 Bom saber que não sou o único que não tira a pela e as sementes hahaha. Nunca tentei colocar pimentão, deve ficar bem mais gostoso. Vou tentar na próxima vez, obrigado pela dica 😉 Abraços!

    • Paulo André says

      Oi André, parabéns pelo seu blog.
      Ano passado eu fiquei desempregado, sou viúvo e tenho dois filhos pequenos que crio sozinho, imagine a situação. Pra não ficar sem renda nenhuma, comecei a fazer comida vegana congelada pra vender, e o q eu mais vendia era justamente o molho de tomate congelado. Eu não fazia na panela, eu fazia no forno, colocava tomate, cebola, alho, pimentão e cenoura, temperava com sal, orégano, manjericão e pimenta calabresa. Depois de uns 40 minutos de forno eu passava tudo pelo processador, colocava nos potinhos e congelava. Era um sucesso. O tomate eu não tirava pele nem semente, o pimentão da um sabor a mais e a cenoura tira a acidez do tomate.

      • André says

        Oi Paulo! Obrigado 😀 Nossa, deve ter sido difícil mesmo estar desempregado e com filhos para criar sozinho. Que interessante que o molho de tomate era o mais vendido. Imagino que deveria ser super saboroso. Já fiz tomates assados uma vez e o sabor fica acentuado, uma delícia. Com todos os temperos que você adiciona deve ficar sensacional mesmo, não é a toa que era o item mais vendido. Já li em algum lugar que a cenoura tira a acidez, mas nunca tentei adicionar. Obrigado pelas dicas 😉 Abraços!

  9. Valéria says

    Em casa não entra molho pronto, somente molho caseiro. Faço como vc com casca e sementes. 😉

    • André says

      Oi Valéria! Bom saber que não sou o único que não tira a casca e as sementes hahaha. É muito mais saboroso molho de tomate caseiro né? Abraços!

  10. Sandra Luz says

    Olá, André!
    Sempre fiz molho de tomate assim, sem tirar a casca e nem as sementes – não é necessário e é um desperdício, não é mesmo? 🍅
    Também costumo bater a cebola, cortada grosseiramente, com os tomates.
    Além de alho, também tempero com orégano, manjericão e pimenta do reino; mas a páprica doce que você sugere é um toque de gênio que nunca havia passado pela minha cachola, hehe. 😋
    Obrigada pela dica! 😘

    • André says

      Oi Sandra! Bom saber que não sou o único que não tira a casca e as sementes hahaha. Boa também bater a cebola junto com os tomates. Espero que você goste com a páprica doce, fica muito bom, além de deixar o molho mais vermelhinho. De nada querida 😉 Abraços!

  11. Leila Lima says

    OLA, ANDRE! OLHA, QDO EU FAZIA TOMATE SECO, DESCARTAVA O MEIO COM AS SEMENTES. SO QUE EU NAO TINHA CORAGEM DE JOGAR FORA, ENTAO EU FERVIA SEM ÁGUA, SO AS SEMENTES E AQUELA CARNINHA DO MEIO ONDE ELAS FICAM GRUDADAS, COM OS TEMPEROS E UM POUCO DE AÇÚCAR. DEIXAVA APURAR BEM E DEPOIS COAVA EM COADOR MESMO. ESSE MOLHO EU APROVEITAVA E TB VENDIA, COMO SUBPRODUTO DO TOMATE SECO. FAZIA COM ERVAS, OU COM COGUMELOS E VENDIA CONGELADO. SE AS PESSOAS AQUI DE TODO NAO GOSTAREM DAS SEMENTES, PODEM FAZER ASSIM, PRIMEIRO FAZEM O MOLHO COM AS SEMENTES E DEPOIS ACRESCENTAM O TOMATE, COZINHAM E BATEM ACHO QUE TB FICARIA MUITO BOM. UM GRANDE ABRAÇO, ADORO SUAS POSTAGENS.

    • André says

      Oi Leila! Nossa, boa ideia tirar o meio com as sementes para molho e o restante para fazer tomate seco. Obrigado pela dica querida 😉 Que bom que você gosta dos meus posts 😀 Abraços!

  12. Adriana says

    Tbm já tentei tirar a pele mas não tive paciência. Agora as sementes eu tiro porque não gosto muito delas. Quanto ao tipo de tomate acabo usando o que estiver mais em conta… Fica mil vezes melhor do que esses comprados prontos. Bj

    • André says

      Oi Adriana! Verdade, tem que ter paciência pra tirar a pele. Agora a semente já é mais fácil. Certeza que fica mil vezes melhor que os comprados prontos, fresquinho então nem se fala né? Abraços!

  13. Vera Baptista says

    André , meu lindo , gosto muito dos seus posts .
    Coincidentemente, ontem eu fiz macarrão com o molho de tomates que tirei da postagem da Rita lobo e ri muito e fiquei feliz em saber que vc tbm não tira sementes e cascas.
    Não tive a paciência e arrisquei.
    Ficou maravilhoso! Meu povo aqui adorou.
    Adorei seu POST hj. Vou na próxima , seguir este seu POST pois adorei a praticidade que vc coloca .
    Gratidão.

    • André says

      Oi Vera! Fico feliz em saber que você gosta dos meus posts 😀 Nossa, que coincidência mesmo! Bom saber que não sou o único que não tira a casca e as sementes hahaha. É muito bom molho de tomate caseiro e fresco né? Espero que você goste desta receita querida 😉 Abraços!

Deixe uma resposta para Fabíola Rizzi Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *