Pratos principais, Receitas, Sem glúten
comentários 6

Risoto de fungi secchi

Fazer risoto é bem simples e fácil, quer dizer, a minha versão é hahaha. Isso porque a tradicional tem várias etapas de preparação que deve-se seguir tal e qual, utilizando as quantidades exatas de ingredientes para ficar com a textura e o sabor perfeitos. Mas é possível simplificar essas etapas e veganizar sem deixar de lado o sabor. O último risoto que fiz foi esse de funghi secchi, que tem sabor mais forte e uma cor linda. Mas já fiz de palmito e de alho-poró, ambos também ficam deliciosos.

Com poucos ingredientes e em pouco tempo já está pronto, é uma boa pedida para aquele almoço que você não tem muito tempo para fazer. Utilizei o arroz arbóreo, que é o arroz mais indicado para fazer risotos, isso porque ele fica bem cremoso. Mas não tem problema algum você utilizar o arroz integral, vai demorar um pouco mais para cozinhar e não irá ficar cremoso como o arbóreo, mas ficará gostoso também, e até mais nutritivo.

Ingredientes

Para deixar o risoto mais cremoso utilizei um pouco de fécula de mandioca, facilmente encontrada em lojas de produtos naturais. Mas não precisa utilizar caso não queira, o sabor não irá alterar, mas o risoto fica bem mais cremoso.

O funghi que utilizei foi o desidratado da marca Uniagro, a mais fácil de ser encontrada nos supermercados. Comprei a embalagem que tinha 30g de cogumelos, utilizei a metade, cerca de 15g. Como voltei a morar sozinho fiz esse risoto só para mim, ou seja, essa receita rende para uma pessoa. Se for fazer para duas, duplique os ingredientes, para três, triplique, e assim por diante.

Risoto de funghi

Risoto

VEGANO
CREMOSO
SABOROSO

SEM GLÚTEN

INGREDIENTES:
1/2 xícara de arroz arbóreo (ou integral)
15g de funghi secchi
1/2 cebola média picada em cubinhos (ou menos)
1 colher de sopa de óleo vegetal
1 colher de sopa de fécula de mandioca, araruta ou amido de milho (opcional – serve para dar cremosidade)
Sal e pimenta do reino a gosto

COMO FAZER:
1- Comece hidratando o funghi. Lave-os em água corrente e coloque em uma tigela com água morna por cerca de 10 minutos;
2- Depois, filtre a água com o auxílio de uma peneira e reserve a água para cozinhar o arroz. Corte o funghi em pedaços pequenos;
3- Em uma panela aqueça o óleo, adicione a cebola picada e refogue até ficar translúcida, mexendo de vez em quando para não queimar. Depois, adicione o funghi e refogue por alguns segundos;
4- Coloque o arroz e toste-o por alguns segundos, mexendo sem parar. Adicione o sal a gosto, a água do funghi e mais um pouco de água se necessário. Cozinhe o arroz até ficar macio;
5- Escorra a água, se ainda tiver, e diminua o fogo. Dilua a fécula de mandioca em duas colheres de sopa de água e adicione ao risoto. Misture até ficar translúcido e cremoso, desligue o fogo;
6- Experimente e corrija o sal se necessário. Finalize o risoto com pimenta do reino em pó ou outro tempero de sua preferência.

DICAS:
– Você pode adicionar 2 colheres de sopa de vinho branco ao arroz na hora de cozinhar, fica uma delícia.
– Se você tiver em casa caldo de legumes caseiro, experimente também adicionar ao arroz durante o cozimento. O risoto irá ficar bem mais saboroso.

BOM APETITE!

  1. Eliza says

    receita incrível, o risoto ficou mto bom mesmo! o André mostra como é fácil cozinhar coisas deliciosas sem crueldade aos animais… muito amor por esse blog s2

    • André says

      Oi Eliza! Que bom que você gostou da receita e do blog 😀 Abraços querida!

  2. laura says

    esse é o melhor blog da internet inteira.
    eu sei que eu deveria comentar sobre essa receita, comentando nesse post, mas depois de ler o todas as postagens desse blog me faltam comentários específicos.
    MUITO obrigada por ter tempo de editar, fotografar e postar receitas tão maravilhosas.
    tanto carinho e talento enchem os olhos.
    sério, muito obrigada mesmo.

    • Oi laura! Ual fico muito feliz em saber que esteja gostando do blog. Suas palavras me tocaram, muitíssimo obrigado pelos elogios 😉 Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *