Entradas e acompanhamentos, Pratos principais, Receitas, Sem glúten
comentários 25

FILME: A 100 passos de um sonho /// RECEITA: Omelete de grão de bico

O cartaz do filme “A 100 passos de um sonho” (2014) não me animava muito para assisti-lo, mas graças a sinopse me interessei e decidi ver, e por sorte não me arrependi. Antes mesmo de terminar o filme eu já sabia que precisava postar ele por aqui na seção Degustação de filmes e fazer um prato inspirado nele. O difícil era escolher qual fazer, já que o filme é repleto de ingredientes, receitas e pratos indianos e franceses, esse é um daqueles filmes de comer com os olhos.

Cartaz

Baseado no romance intitulado “A Viagem de Cem Passos”, do escritor Richard Morais. O filme narra a história de Hassan, um cozinheiro indiano de mão cheia, cuja família sofreu um ataque em Mumbai onde a família tinha um restaurante. Ele, o pai e os irmãos decidem fugir para França, e lá abrem o seu novo restaurante indiano.

O problema é que do outro lado da rua, bem em frente ao restaurante que eles abrem, existe um famoso restaurante francês com uma clientela fiel. De um lado da rua temos o restaurante francês tradicional, sofisticado e exagerado, liderado pela arrogante Madame Mallory que não quer concorrência por perto. E do outro, tem-se o restaurante indiano, simples, emotivo e festivo, liderado pelo pai de Hassan. Assim, a guerra entre os dois restaurantes é traçada.

1

Pela descrição já da pra imaginar que esse é um daqueles filmes de família com final feliz. Meio previsível até a metade do filme, mas que logo depois acontecem reviravoltas inesperadas na história. Como o romance que surge entre Hassan e Margueritte, uma das cozinheiras do restaurante francês.

Pouco a pouco, a comida de Hassan vai conquistando o paladar francês e chamando a atenção pela criatividade, culminando numa aproximação simbólica entre as culturas francesa e indiana, que até então estavam em pé de guerra.

O filme mostra que a paixão pela culinária pode aproximar pessoas e derrubar preconceitos. 

3

THE HUNDRED-FOOT JOURNEY

A cena do filme em que a Madame Mallory experimenta o omelete preparado por Hassan é uma das mais importantes da narrativa, ela acaba gostando tanto que o chama para trabalhar no seu restaurante, que até então era rival do seu pai. Por esse motivo, a receita inspirada no filme é de um “omelete”. Entre aspas porque não é bem um omelete já que não leva ovos, isso mesmo, é um omelete sem ovos! Um omelete alternativo por assim dizer, rs.

Gosto de veganizar tudo por uma boa causa, e nessa receita não foi diferente. No lugar do ovo utilizei grão de bico, muito mais saudável e nutritivo do que o ovo. Muitos veganos já sabem que da pra fazer um omelete com grão de bico de dar água na boca, mas para muitos isso é uma novidade. Mesmo que você não goste de grão de bico, dê uma chance pra ele, porque o tempero o torna irresistível, e nem da pra dizer que é feito com grão de bico.

Ingredientes do omelete

No filme, Hassan utiliza ovos e creme de leite para fazer o omelete, temperando com páprica, pimenta, coentro, cebola e sal. Na versão vegana utilizei grão de bico que foi deixado de molho na água por 10 horas, depois triturei no liquidificar com água, sal e óleo vegetal. Com a massa base do omelete pronta, temperei com páprica doce, pimenta e cebola que nem no filme. Infelizmente não achei coentro para usar, então substituí por salsinha que é parecido, mas se você tiver, aconselho a usar.

Massa e ingredientes

Depois de tudo misturado, fritei e devorei! Depois de frito ele fica amarelinho que nem o omelete tradicional por causa da páprica. É incrível como o sabor ficou parecido, mesmo com a troca do ovo pelo grão de bico, com a descrição da Madame Mallory ao experimentar o omelete no filme: “Intenso, fresco e picante, tudo ao mesmo tempo”. Nessa versão vegana, o grão de bico torna o sabor intenso, a salsinha ou coentro deixa fresco, e a pimenta picante. Ficou perfeito! Uma explosão de sabores!

Omelete vegano

Omelete de grão de bico cortado

Omelete de grão de bico detalhe

VEGANO
SAUDÁVEL
APIMENTADO
RICO EM FIBRAS
E PROTEÍNAS

INGREDIENTES:
1 xíc. e ½ de grão de bico cru
1 colher de sopa de páprica doce
3 colheres de sopa de óleo vegetal
½ colher de chá de pimenta picada
¾ de xíc. de salsinha (ou coentro como no filme)
2 colheres de chá de sal
1 cebola pequena

COMO FAZER:
1- Coloque o grão de bico de molho na água por no mínimo 10 horas para hidratar. Adicione bastante água porque os grãos vão dobrar de tamanho;
2- Depois, escorra a água e coloque o grão de bico no liquidificador com 1 xícara e ½ de água limpa, 3 colheres de sopa de óleo vegetal e sal. Triture tudo até ficar homogêneo;
3- Transfira a massa para um recipiente e tempere. Adicione a páprica, a pimenta picada (se estiver usando), a salsinha (ou coentro) também picada, e a cebola, que pode ser picada em cubinhos ou em pedaços maiores como no filme;
4- Aqueça um fio de óleo na frigideira e espalhe a massa sobre. Deixe fritando até as bordas dourarem e a massa desgrudar da frigideira. Vire e frite do outro lado.

DICAS:
– Use uma frigideira média ou pequena para se ter mais controle na hora de virar o omelete sem se despedaçar.
– Não coloque muita massa de uma só vez a ponto de deixar o omelete com espessura grossa, porque assim irá demorar mais para fritar, aumentando as chances de queimar.
– Essa receita rende bastante massa, então você pode guardar o que sobrar na geladeira e fazer no dia seguinte.

Agora é só degustar cada segundo do filme e cada pedaço do omelete de grão de bico. Tenha um bom apetite e um ótimo filme!
ATÉ A PRÓXIMA SEÇÃO!

  1. Laura says

    Já havia tentado fazer omelete de grão de bico, de outras receitas, e foi um fracasso. Essa não tive problemas. Ficou ótima.
    Adorei! Obrigada pelas dicas, seu blog é ótimo e as receitas são confiáveis. Vou já fazer a manteiga de coco e a torta de palmito.
    Mais sucesso para vc em 2017.

    • André says

      Oi Laura! Fico feliz em saber que tenha dado certo a receita 😀 Espero que você goste das outras receitas também. Obrigado e abraços!

  2. Simara says

    Sensacional!!
    Adoramos aqui em casa!! Obrigada por compartilhar!!

    • André says

      Oi Simara! Que bom que vocês gostaram 😀 De nada querida. Abraços!

  3. Luana says

    Posso usar farinha de grão de bico na receita ao invés do grao de bico? Aí misturo com água?
    Brigada

    • André says

      Oi Luana! Pode sim usar farinha de grão de bico. Aliás, de vez em quando faço com ela, bem mais prático. Isso, dai você mistura com um pouco de água, vai no olhômetro mesmo a quantidade. De nada, abraços!

  4. Maria Tereza Buarque says

    Oi, André! Bom dia. Procurei teu email pra te dizer o quão apaixonada pelo teu blog eu estou, mas não encontrei. Sendo assim, deixo aqui essa consideração. AMEI! Parabéns.

    • Oi Maria! Na seção Autor é possível escrever algum comentário que vai direto pro meu e-mail 😉 Fico muito feliz em saber que você está apaixonada pelo meu blog 😀 Muito obrigado pelo elogio querida, abraços!

    • Oi Vanessa! Que estranho ter acontecido isso. Ele grudou na frigideira? Você chegou a utilizar uma frigideira antiaderente e colocou um pouco de óleo vegetal antes de fritar? Espero que você consiga na próxima 😉

  5. Vinícius Luiz says

    Nossaa! Ficou com um gosto muito idêntico! Na hora de fritar, fiz com fatias finas, ficou bem gostoso. Alguns fritaram um pouco além do ponto que eu queria, mas, mesmo assim, o gosto ficou ótimo, até um pouco melhor. Obrigado receita e parabéns pelo blog!

    • Oi Vinícius! É muito bom né esse “omelete” de grão de bico. Prefiro muito mais esse do que o omelete tradicional. Uns dizem que tem gosto parecido, mas outros dizem que não. O que importa é que fiquem gostosos hahaha. De nada e obrigado!

  6. Elis Teles says

    Mesmo tendo revirado seu blog essa não tinha visto. Parabéns achei incrível e vou fazer com certeza. Porém sempre tenho dificuldade em saber se o prato é o principal, acompanhamento ou entrada. A omelete por si só vale como uma refeição? Obrigada.

    • Oi Elis! Esse “omelete” por si só vale como uma refeição pra mim, isso depende de cada um. Mas só ele já o suficiente para encher a barriga hahaha. Mas pode muito bem ser acompanhado de salada também, fica a seu critério. Que bom que você gostou dessa receita. De nada. Abraços!

  7. Mirtes Rodrigues Corrêa says

    Gostei da ideia e da indicação do filme. 🙂 Percebo que assim também deve dar para fazer o homus (pasta de grão-de-bico com tahine), porém cru. Tentarei os dois!

    • Que bom que você gostou da ideia. Sim também da pra fazer homus com grão de bico cru, mas acho que não irá ficar tão bom quando cozido. Não sei você, mas pra mim o grão de bico cru é sem graça, depois que ele é cozido ou frito fica bem melhor. Mas é tentar para ver se você irá gostar.

      • Mirtes Rodrigues Corrêa says

        Oi, André! depois vi sua receita de hommus. Li que o grão-de-bico cru é meio amargo. Não sei, ainda não provei. Será o caso de separar uma pequena quantia para ver como fica. Mais um teste para a lista! rsrs

  8. Isamar Castor says

    Primeiramente queria te prarabenizar pelo blog. Muito bom, com receitas simples, rápidas e práticas numa linguagem clara e visual clean. Adorei.
    Com relação ao grão de bico, podemos tirar aquela pele que envolve o grão ou isso pode afetar a textura da omelete?

    • Oi Isamar! Muito obrigado! Fico feliz em saber que você tenha gostado do blog. Sim você pode tirar a pele do grão de bico, acredito que isso não afeta a textura, acho até que vai ficar um pouco mais macio o omelete. Eu não tirei porque acho muito trabalhoso (rs), mas se você quiser pode tirar. Abraços!

    • Oi Katharina! Eu indico esse filme, é muito bom! Não precisa cozinhar o grão de bico, é só deixar ele de molho por no mínimo 10 horas que ele hidrata e fica fácil de triturar no liquidificador para fazer a massa do “omelete”.

  9. Deise says

    Perfeito! Amei, eu sou fissurada por omelete, e achei essa receita incrível! ‘O’
    Amei <3

    • andrefronza says

      Oi Deise! Esse omelete fica uma delícia! Você não vai se arrepender 😉

  10. Simplesmente Natural says

    Ideia yammi e um filme que parece jeitoso também, vou colocar na minha lista para ver 🙂 Já ando há algum tempo para fazer esta “omelete” já que o meu marido adora omeletes mas cá em casa não costumamos consumir ovos. Fiquei inspirada e com muita vontade de provar 🙂 Bora p’ra cozinha! Beijinho,
    Débora.

    • andrefronza says

      Oi Debora! O filme é muito legal e gostoso de ver, e o omelete simplesmente delicioso! Vale a pena se aventurar em fazê-lo. O legal desse omelete é que você pode colocar os temperos que preferir e ir sempre variando a receita. Beijos 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *